Home

Quanto mais novo melhor!!

O frescor é responsável por mais de 80% do sabor de um azeite. Isso ocorre porque o azeite, ao contrário do vinho, não melhora com a idade. É mais saudável e mais saboroso no dia em que as azeitonas são moídas.O azeite de oliva extra virgem fresco, logo após a colheita, é incrivelmente brilhante e de degustação saborosa. Você pode sentir a diferença imediatamente.

Se você já viajou às pitorescas zonas rurais da Itália, Grécia, Portugal ou da Espanha e parou em uma fazenda local, de propriedade familiar, para provar o autêntico azeite de oliva extra virgem fresco , você sabe por que os conhecedores o reconhecem como uma das maravilhas da culinária da Mãe Natureza.

As pessoas dos países mediterrânicos, são apaixonadas por azeite de oliva extra virgem recém-prensado, dando festas para comemorar a sua chegada. É o chamado “OLIO NUOVO”

Frescor é fundamental por uma outra razão: os benefícios para a saúde. Um estudo realizado na Universidade italiana de Foggia com diversas variedades de azeite de oliva extra virgem italiano, descobriu que os preciosos polifenóis (antioxidantes) diminuíam em cerca de 40% depois de SEIS MESES de armazenamento.

Portanto, se você quiser desfrutar dos benefícios maravilhosos para a saúde proporcionado pelo azeite de oliva extra virgem, você deve consumi-lo dentro de seis meses após as azeitonas terem sido moídas.

O azeite é um produto pesado para transportar. Para economizar os custos de envio, os azeites são transportados por navios de carga, muitos deles lentos, e até você adquiri-lo em uma loja ou supermercado, já se passaram mais de seis meses, muitas vezes resultando em azeite de abaixo padrão.

É por isso que quase todas as garrafas nas prateleiras das lojas NÃO têm uma data de colheita estampada em seus rótulos.

Os rótulos tem uma data limite “melhor se usado até “, normalmente 24 meses, mas não a data da colheita ou quando as azeitonas foram moídas. A data informada em geral, é o do envase. Isso é para que nós não saibamos há quanto tempo as azeitonas foram colhidas e moídas.

No entanto, sem a data de colheita ou do processamento das azeitonas , não temos nenhuma maneira de saber se estamos pagando por um azeite que já está além da janela crítica de seis meses.

O que podemos fazer? Como podemos assegurar que o azeite de oliva é fresco e 100% puro e autêntico?

Francamente, é ainda muito difícil, se não impossível para nós consumidores obtermos uma resposta satisfatória a estas perguntas.

Porém, uma luz esta surgindo no fim do túnel – a produção brasileira, que ainda é pequena – mas ano após ano mais oliveiras estão sendo plantadas, mais azeitonas estão sendo colhidas e moídas e mais azeites genuinamente brasileiro estão sendo lançados no mercado. Você poderá visitar olivais, conhecer o olivicultor, a data de colheita e quando as azeitonas foram moídas!