Home

Fim de um dia quente, tinha caído um chuvinha muito gostosa, o céu estava claro e um pouco úmido. Começamos a ver milhares de insetos voando (quase uma nova chuva). Quando demos conta, o chão estava cheio de IÇAS E BITUS. Passarinhos agitados voando de um lado para outro, comendo o máximo possível daquele petisco.

No olival, principalmente as áreas de terra mais limpas, as estradas, as coroas (círculo em torno das oliveiras), estavam cheias de iças cavando túneis. Parecia um queijo suíço.

Eu comecei a pisar no maior número possível, e também a pega-las com a mão. No nariz, um cheiro acre, acido, muito forte.

Alguns adultos e crianças vieram para me socorrer, só que com um objetivo diferente; enquanto eu matavas as enormes formigas, eles as colocavam vivas em garrafas de refrigerante. Depois de umas duas horas dessa caçada, estávamos todos bem cansados, eu, os adultos, as crianças e também os passarinhos (já empanturrados).

Antes da IÇA ou TANAJURA se tornar uma formiga fêmea, é um dos ovos mais bem cuidados do formigueiro, que, após três anos de vida, começa a produzir as iças, as quais fazem o voo nupcial durante a primavera.

Depois de alçar voo e cruzar com o macho, a fêmea volta ao chão, arranca as asas e funda um novo sauveiro. Depois de uma semana, ela já produz ovos e, após 45 dias, eles chegam à idade adulta. Passados 3 anos, os ovos bem tratados viram formigas aladas que dão origens aos novos formigueiros e assim sucessivamente.

Os machos chamados de BITUS, são os ovos da rainha menos cuidados recebem, os quais, já adultos, após acasalarem, caem no solo e morrem.

Felizmente, nem todos os “túneis” viram um formigueiro, pois vários são os inimigos como passarinhos e outras formigas. Mas os que “vingam”, transformam-se em um novo formigueiro e um tormento para o olivicultor, pois a formiga cortadeira é uma das pragas que mais ataca a oliveira, causando a desfolha parcial e às vezes total das plantas, comprometendo o desenvolvimento e também a produção de azeitonas. A prevenção ao ataque das formigas cortadeiras deve ser realizada constantemente e necessita de vigilância diária.

Para muitos, a iça é uma iguaria, pois seu “bumbum”, que é quase do tamanho de um amendoim, é muito apreciado. Pode ser preparado de várias formas, sendo as mais comuns: torrada com óleo e sal ou refogada com alho e cebola, acrescentando-se farinha mandioca até formar uma paçoca.