Home
“Estejas sempre vestido com roupas brancas, e nunca deixes de ungir a tua cabeça com o óleo santo” – Eclesiastes 9:8
Era comum os povos antigos, desde os primórdios, o uso do azeite da oliva, o qual tornou-se um dos mais completos símbolos dos valores bíblicos.
Devido a sua singularidade, o azeite de oliva tem destaque nestas sociedade, na medida que sua importância extrapola o seu uso como alimento; sendo aplicado também  como curativo, combustível, lubrificante, cosmético, umectante e etc. Mas um outro uso imprescindível é como unguento (UNÇÃO), nas cerimônias religiosas, para dedicação ou consagração  nas liturgias de fé, de objetos e pessoas.