Home

 

Se adaptou muito bem no Brasil, é originária de Arberca, na Catalunha, daí seu nome Arbequina. Diz a lenda que as primeiras mudas foram trazidas pelos cavaleiros Templários, quando do retorno das Cruzadas.

Variedade rústica, resistente ao frio e geada. Grande capacidade de enraizamento e entrada em produção precoce. Produtividade elevada e constante, pequena e espessa, respondendo bem à poda. A azeitona é pequena e redonda, a colheita ocorre em meados de fevereiro/março. É rica em óleo, tem um caráter distinto, com excelentes qualidades organolépticas.

O azeite destaca-se pelo sabor imensamente fresco, frutado e delicado. Lembra maçã, banana madura, amêndoa fresca e ervas recém-cortadas. É ligeiramente picante e levemente amargo quando as frutas são colhidas mais verdes, doce e amanteigado quando colhidas mais maduras.

Ideal para ser usado cru ou no preparo de legumes, carnes assadas, purê de batatas, vinagretes, ou simplesmente sobre uma fatia de pão, levemente tostado! Perfeito para receitas doces.