Home

MITO DO NASCIMENTO DA OLIVEIRA

Screen Shot 2014-04-27 at 11.25.22 AM
A história do Azeite começa com o mito da fundação de Atenas. Os antigos gregos contavam que há muito tempo, quando começaram a surgir as primeiras cidades, apareceram também os primeiros conflitos entre os deuses do Olimpo. Algumas vezes, mais de um deus escolhia a mesma cidade para proteger. Foi assim que Posseidon, o deus do mar e Athena, deusa da paz e sabedoria, reivindicaram o direito de proteger a mesma cidade da Ática. A disputa teve como juiz o próprio Zeus, senhor do Olimpo, que decidiria por aquele que desse à cidade o presente mais precioso.

Posseidon ergueu o seu tridente e bateu fortemente num rochedo, fazendo surgir um fogoso cavalo. Athena, por sua vez, ergueu sua lança dourada e deu uma pancada no chão, de onde brotou a oliveira primordial, cujos frutos haveriam de servir para alimentar os homens e produzir óleo para suavizar a dor dos feridos em guerra.

Devido a essa dádiva divina, o nome da deusa foi dado à cidade e, até hoje, a oliveira continua a ser o símbolo de Atenas. Portanto, o azeite tem sido valorizado e reverenciado também como uma generosidade dos deuses.

POR QUE AZEITE DE OLIVA EXTRA VIRGEM ?

Azeite Extra Virgem é a expressão máxima de qualidade que se pode obter de um Azeite de Oliva. É o suco natural de azeitonas e por isso conserva intactas todas as suas propriedades, tanto para o paladar como para a saúde. É o único óleo vegetal que pode ser consumido cru, sem necessidade de refino ou retificação, preservando integralmente o seu conteúdo de vitaminas, ácidos graxos essenciais e outros produtos naturais de alta importância na dieta. Azeite de Oliva é considerado “VIRGEM” se o seu processo de extração foi realizado apenas por procedimentos mecânicos ou físicos, que não alterem a composição e as suas características. Um azeite virgem será rotulado como “EXTRA” se: (i) encaixar-se nos parâmetros de acidez, de nível de peróxido e de uma série de outros parâmetros químicos; (ii) passar no teste de degustação do painel de experts, denominado “Cata de Azeite”. Este painel de experts aprovará o azeite se for considerado sem defeitos e receber uma pontuação mínima estabelecida por padrões do Conselho Oleícola Internacional (COI).

O Brasil, por ser um país cuja a produção é incipiente, ainda não conta com painel oficial de degustadores.

OLIO NUOVO1

CLASSIFICAÇÃO DO AZEITE DE OLIVA

O Azeite de Oliva é o puro óleo obtido de azeitona, sem a utilização de solvente e que não foi submetido a tratamento diferente de lavagem, maceração, centrifugação, decantação e filtração e que não seja misturado com nenhum outro óleo vegetal.

Existem diferentes variedades de azeitona e cada uma pode produzir azeite de sabor e qualidade únicas. Plantamos as variedades: Arbequina e Arbosana (espanholas), Grappolo (italiana), Koroneiki (grega), Maria da Fé (brasileira), nos contra-fortes da Serra da Mantiqueira. Veja detalhes em https://azeiterossini.com.br/2014/04/27/azeitonas/

O azeite de oliva pode ser CLASSIFICADO nas seguintes categorias: Extra Virgem, Azeite Virgem, Azeite Lampante, Azeite de Oliva, Azeite de Oliva Refinado, Azeite de Bagaço de Oliva Bruto, Azeite de Bagaço de Oliva Refinado e Azeite de Bagaço de Oliva.

AZEITE DE OLIVA EXTRA VIRGEM
É o azeite de Oliva que possui a melhor qualidade tanto em aroma como em sabor. Este azeite tem a acidez livre expressa em ácido oleico não maior que 0,8 gramas por 100 gramas do azeite.

O processo deve ser feito de forma mecânica o que significa sem o uso de solvente, numa temperatura que não irá degradar o azeite (27 ⁰C). O azeite extra virgem passa por duas análises: uma química e outra sensorial, esta última, feita por degustadores profissionais treinados e depois credenciados pelo COI (Conselho Oleícola Internacional).

O azeite extra virgem deve estar livre de defeitos e ainda ter os atributos positivos:

FRUTADO: aroma de fruta fresca característica de azeitonas maduras ou verdes. O frutado maduro são mais leves e aromáticos, amanteigado e floral. Os frutados verdes, tem aroma de grama recém cortada, herbáceo, amargo.
AMARGO: sensação agradável amargo principalmente na língua.
PICANTE: sensação de picância na boca e na garganta.

AZEITE DE OLIVA VIRGEM: acidez livre, expressa em ácido oleico é de no máximo 2 g por 100 g (2%) além de outras características conforme previsto para esta categoria;

AZEITE DE OLIVA VIRGEM LAMPANTE: acidez livre, expressa em ácido oleico é superior a 3.3 g por 100 g (3,3%) além de outras características conforme previsto para esta categoria, não serve para consumo humano;

AZEITE DE OLIVA: obtido de uma mistura de azeite de oliva virgem, (exceto lampante) e de azeite de oliva refinado, com um teor de acidez livre, expressa em ácido ole ico, não superior a 1 g por 100 g além de outras características conforme previsto para esta categoria;

AZEITE DE OLIVA REFINADO: obtido da refinação de azeite de oliva virgem com um teor de acidez livre e expresso em ácido oleico não superior a 0,3 g por 100 g (0,3%) além de outras características conforme previsto para esta categoria;

AZEITE DE BAGAÇO DE OLIVA BRUTO: obtido do bagaço da azeitona mediante tratamento com solvente e mediante a processo físico, além de outras características conforme previsto para esta categoria;

AZEITE DE BAGAÇO DE OLIVA REFINADO: obtido da refinação do óleo de bagaço de oliva bruto, com um teor de acidez livre, expresso em ácido oleico, não superior a 0,3 g (0,3%) por 100 g além de outras características conforme previsto para esta categoria;

AZEITE DE BAGAÇO DE OLIVA: obtido de uma mistura de azeite de bagaço de oliva refinado e do azeite de oliva virgem com um teor de acidez livre, expresso em ácido oleico, não superior a 1 g (1%) por 100 g além de outras características conforme previsto para esta categoria.

.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s